CENTRAL DE ATENDIMENTO

(11) 4341.5174  |   (11) 9 9653.6031

CURIOSIDADES

Saiba todas as curiosidades de seu caãozinho.
Escolha pela letra inicial da raça.

Airedale Terrier e sua História


Ágil e inteligente esse amiguinho pode ser um excelente cão de guarda. O Airedale Terrier é o rei dos terriers e o animal de maiores dimensões desta família. Trata-se de uma criatura com muita energia e que combina de forma ideal as funções de animal de estimação e de cão de guarda. Como todo

ler completo >>

Dálmata


A harmonia de linhas, a simpática vivacidade e principalmente a típica pelagem manchada fazem dele uma raça de luxo muito apreciada, além de um cão de companhia que se distingue por seus desenvolvidos dotes de fidelidade e inteligência. O dálmata sempre demonstrou tendência a seguir o dono, seja qua

ler completo >>

Beagle


Levado e brincalhão são as principais características do cão que deu origem ao Snoopy Esperto e brincalhão essas são as características que chamaram a atenção do cartunista Charles Schulz, em 1950, para criar o Snoopy, um dos personagens mais famosos da história em quadrinhos. Totalmente irrevere

ler completo >>

BASSET HOUND


A RAÇA A raça Basset Hound é antiga e aristocrática. Originária da França, seus ancestrais foram os Bloodhounds franceses e os Hounds de Saint Hubert. Por ser possuidor de grande paciência e incrível faro, o Basset Hound era utilizado na caça de lebres, coelhos, faisões e raposas. É um cão rú

ler completo >>

Bernese


O Bernese Monuntain Dog é uma das quatro variedades de cães montanheses suiços, de aparência aristocrática e linhagem antiga. De pêlos longos, era utilizado como cão de tração pelos tecelões do cantão de Berna, onde era comum vê-lo puxando vagões de cestas para o mercado local. Eles foram levados pa

ler completo >>

Boxer


Boxer, um cão fiel à família e companheiro das crianças Protetor e fiel, o Boxer adora crianças e, curiosamente, leva mais tempo para crescer que os outros cães. É um cão afetuoso, ótimo para a família. Na companhia de crianças, é sempre cuidadoso e delicado, como uma verdadeira babá. Gosta mu

ler completo >>

BULDOGUE FRANCÊS


Este cãozinho com aparência zangada, na verdade, é muito dócil e possui um excelente temperamento. É ótimo companheiro para as criaças. Em suas origens, o buldogue francês participava de cruéis combates contra touros. Hoje ele é um pacifico cão de companhia, com um plantel reduzido no Brasil. As or

ler completo >>

Cane Corso


Origem: Itália Utilização: Guarda e defesa, polícia de faro Aparência Geral Cão de tamanho médio a grande, robusto, forte e ao mesmo tempo elegante. Seus contornos nítidos revelam músculos possantes. Proporções Importantes: o comprimento da Cabeça atinge 36% da altura da cernelha. É ligeirame

ler completo >>

Chihuahua


País de origem: México. Nome no país de origem: Chihuahueno. Utilização: companhia e alarme. Aparência Geral De todas as raças é a menor dos exemplares, sem apresentar qualquer tipo de deformidade, deficiência ou desproporções. Utilizado para companhia e alarme. Cabeça grande em forma de maçã,

ler completo >>

Fila Brasileiro


Genuinamente brasileiro foi a nossa primeira raça a ser reconhecida pela FCI A Primeira raça brasileira a ser reconhecida internacionalmente pela FCI, foi o Fila Brasileiro. Essa raça é um personagem da história do Brasil desde os tempos do descobrimento, quando ajudou os colonizadores na conqui

ler completo >>

POODLE


Origem do Poodle Muito se tem discutido sobre a verdadeira origem do Poodle. Alguns afirmam categoricamente que eles vieram da Alemanha sendo chamados de Pudel ou Pudellin, que significa "chafurdar", ou seja, brincar na água. Outros, com a mesma firmeza, afirmam que ele é originário da França onde

ler completo >>

Sheep Dog


Origem: Grã-Bretanha Utilização: Pastoreio Aparência Geral Forte, parecendo ser inscrito num quadrado, de estrutura muito harmoniosa e constituição robusta. Absolutamente alto sobre as patas, todo revestido de pelagem abundante. Atarracado, musculoso, firme e cuja expressão é muito inteligent

ler completo >>

Bullmastife


GUARDA CONTROLADO Esse guardião é amoroso com os donos e equilibrado na forma de agir, o que reduz os riscos de acidentes fatais. Ele é pouco conhecido até em sua terra natal, a Inglaterra. E lá, como nos EUA e no Brasil, bastante confundido. Acontece que o Bulmastife tem uma aparência semelhante

ler completo >>

Chow-Chow


Origem A história da raça demonstra indícios de haver uma proximidade entre os ancestrais do Chow-Chow e dos cães mongóis. Consta, que o território outrora ocupado pelos Ainos (Povo antigo próximo à região Ártica), foi invadido foi por povos guerreiros e nômades (hunos,

ler completo >>

Cocker Spaniel


APARÊNCIA GERAL: Compacto, atarracado com uma cabeça refinada e bem cinzelada, com o conjunto integralmente balanceado e detamanho ideal. Ombros bem apoiados sobre os membros anteriores, com uma linha superior ligeiramente descendente. Membros posteriores musculosos e moderadamente angulados. O cock

ler completo >>

Collie


A origem do Collie é um grande mistério e dá margem a inúmeras teorias sobre os cães que colaboraram para sua formação. Especula-se que o Collie deva ser um descendente do Gordon Setter, Terranova e mesmo Scottish Terrier. Alguns historiadores afirmam ainda que existem traços de que tenha havido cru

ler completo >>

Labrador Retriever


Características Gerais Origem: Grã Bretanha Grupo: 8, Retrievers, Levantadores e D'água Altura: para os machos entre 56 e 57cm, para as fêmeas de 54 a 56cm. Peso: indeterminado, entre 25 a 34 quilos. Pelagem: curta, lisa e densa, não deve apresentar ondulações Cores: Amarelo, Preto e Chocola

ler completo >>

MALAMUTE DO ALASCA


Esta raça deve o seu nome a uma tribo de hiperbóreos americanos os Mahlemutes, que se estabeleceram no noroeste do Alasca. Espertos caçadores e pescadores, tinham nos seus esplêndidos cães de trenó valiosíssimos auxiliares. O malamute do Alasca, realmente, é considerado o cão mais lindo do Norte.

ler completo >>

O Vira Lata


Que o cachorro é o melhor amigo do homem, todo mundo sabe, porém mais amigo do que um cachorro é um cachorro vira-latas. Cachorro Vira-lata é a raça dos cachorros sem raça, são frutos do cruzamento entre 2 raças de cachorro diferentes ou dois sem raça (vira-latas). Quem gosta de cachorros tem du

ler completo >>

Fox Paulistinha


CARACTERÍSTICAS FÍSICAS: O Terrier Brasileiro é um cão esbelto, de construção harmônica e estrutura robusta, sem ser excessivamente pesado. Seu tronco, inscrito num quadrado, é modelado em linhas nitidamente curvas, o que o distingue de maneira inequívoca do retilíneo Fox Terrier de pêlo liso. A alt

ler completo >>

AMERICAN STAFFORDSHIRE


Delicadeza com os donos e um furacão contra os inimigos. Assim é o American Staffordshire Terrier. Um cão robusto, forte, extremamente bravo, que nada temesse mas que fosse obediente e pudesse ser controlado com certa facilidade, além de ser um bom companheiro, era o que o criador Glenn Neves Macie

ler completo >>

DOBERMAN


Escreve o famoso especialista Setgast: "Há poucas raças de cães tão aptas para a defesa e a guarda. As qualidades físicas e psíquicas do Dobermann o colocaram em pouco tempo em primeiríssima linha. Dotado de grande desconfiança com os desconhecidos, sempre prefere estar perto do dono sua vigilância

ler completo >>

Coton de Tulear


Foi desenvolvido como raça na Ilha de Madagascar em meados do século XVI e durante séculos foi cão de companhia bastante comum da nobreza de Tulear, sul de Madagascar. Sua origem precisa é muito nebulosa, mas é certo que descenda de cães do tipo bichon que foram levados à ilha por mercadores e nave

ler completo >>

Golden Retriever


De origem britânica este cão de pelagem que vai do dourado até o creme tem um porte atlético e um temperamento calmo que aos poucos está conquistando o mundo todo. Excelente para atividades físicas como o agility e, é uma das formas que os proprietários tiveram para uma maior integração com seus c

ler completo >>

Rottweiler


Histórico do Rottweiler O Rottweiler é uma das mais antigas criações conhecidas pelo homem. Ela pode ser traçada nos idos do século I quando eles acompanhavam as legiões romanas através dos Alpes, guardando prisioneiros de guerra e pastoreando o gado. O imperador Nero, é dito, mantinha um número de

ler completo >>

Beagle


O Beagle é o menor do sabujos da Inglaterra. Trata-se de uma raça muito antiga. Apesar de serem pequenos, são cães muitíssimo ágeis, utilizados para caçar coelhos. A Rainha Elisabeth I possuía uma matilha muito numerosa destes pequenos cães, e fez também, uma seleção dos menores cães de su

ler completo >>

Lhasa Apso


CARACTERÍSTICAS FÍSICAS • O lhasa apso possui pelagem longa, densa caída e macia. • Em média, apresentam altura de 40 a 50 cm. • Possuem olhos amendoados. • Possui uma boa estrutura formação muscular. • O focinho do lhasa apso mede aproximadamente 4 cm. • Esta raça possui uma calda long

ler completo >>

Poodle


POODLE Origem do Poodle Muito se tem discutido sobre a verdadeira origem do Poodle. Alguns afirmam categoricamente que eles vieram da Alemanha sendo chamados de Pudel ou Pudellin, que significa "chafurdar", ou seja, brincar na água. Outros, com a mesma firmeza, afirmam que ele é originário da Fr

ler completo >>

Pug


Este cãozinho charmoso, mascarado, de cara achatada, olhos saltados e cauda enroscada, pode mesmo encher a casa de alegria. Sua energia e simpatia são contagiantes. Adora correr e pular sobre as pessoas, transformando qualquer momento numa verdadeira festa. Recebe as visitas como um verdadeiro anfi

ler completo >>

SHAR-PEI


Origem: A origem do Shar-Pei é incerta. Pode ser um descendente do Chow Chow, a quem assemelha-se pela "língua azul". É possível que tenha surgido inicialmente no Tibete ou no Norte da China há 20 séculos, sendo que os primeiros exemplares da raça eram bem maiores do que os atuais O tipo físico orig

ler completo >>

BORDER COLLIE


BORDER COLLIE POR QUE ESTA RAÇA DE PASTOREIO TORNOU-SE IMBATÍVEL NO AGILITY E OUTROS ESPORTES? Embora desenvolvida com um só objetivo, o pastoreio com rebanhos, a raça Border Collie se revelou competitiva em inúmeras outras atividades, sendo que eu algumas é insuperável. Por que? O que faz dela

ler completo >>

BULL TERRIER


As características do Bull Terrier, tal qual o conhecemos hoje, foram fixadas a mais ou menos um século, e em sua origem, encontramos muito do Bulldog Inglês, que foi criado para lutar contra touros, em exibições públicas. Alguns criadores, buscando exemplares mais ágeis, e lutadores imbatíveis,

ler completo >>

MALTÊS


O seu pelo longuíssimo é uma das características que o torna muito atrativo. É inteligente e afetuoso com o dono, alegre, expressivo, qualidades que fazem dele um maravilhoso cão de companhia. A sua conformação geral é a de um cão pequeno em relação à sua forma. É um cão elegantíssimo, com cabeç

ler completo >>

DOGUE ALEMÃO


Padrão Ofi cial da Raça DOGUE ALEMÃO DEUTSCHE DOGGE CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 235 09/08/2002 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 2 Pinscher

ler completo >>

POINTER INGLÊS


Os primeiros Pointers ingleses, como os conhecemos hoje, apareceram, provavelmente ao final do século XIX na França, na Itália e em outras regiões da Europa. Como seu nome indica é um cão de aponte por excenlência, suas linhas demonstram sua agilidade, velocidade e facilidade de movimentos. É um

ler completo >>

CÃES CURIOSIDADES


Os cães suam através das patas e do focinho. Os cães são mais suscetíveis a atacar um estranho correndo, do que um que esteja parado. A maior ninhada ocorreu em 1944 quando uma American Foxhound teve 24 filhotes. O cão que mais viveu no mundo foi um Australian Cattle Dog registrado na Austrália c

ler completo >>

AUSTRALIAN CATTLE DOG


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 1 Padrão FCI 287 01/09/1997 Padrão Ofi cial da Raça AUSTRALIAN CATTLE DOG CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 1 Cães Pastores e Bo

ler completo >>

Clumber Spaniel


História O mais pesado e mais antigo dos spaniels é também o mais peculiar: possui o olhar único de um Basset e é portador de parte da herança genética do já extinto Spaniel Alpino. Existem várias versões do seu passado, que está, no entanto, repleto de pequenas narrativas. Originário da França,

ler completo >>

fOX TERRIER


APARÊNCIA GERAL: ativo e cheio de vida, ossatura e força dentro de um pequeno espaço, nunca pesado, nem grosseiro. Não deve ser nem pernalta, nem curto dos membros; em stay, bem proporcionado, com uma postura de caçador, de dorso curto e cobrindo bem o solo. COMPORTAMENTO / TEMPERAMENTO: alerta,

ler completo >>

JACK RUSSEL TERRIER


O Jack Russel Terrier foi desenvolvido pelo Reverendo John Russel, na metade do século XIX com o objetivo de criar um cão que fosse simplesmente imbatível na caça à raposa. Para isso, o reverendo partiu de sua cadela Trump e, através de acasalamentos com beagles e outras raças, chegou ao seu ideal p

ler completo >>

Dogue de Bordeux


Padrão da raça Dogue de Bordeaux Aparência geral Tipicamente molossóide braquicefálico concavilíneo. O Dogue de Bordeaux é um cão muito forte, cujo corpo é bem musculoso e de conjunto harmonioso. O corpo esta bem mais próximo do solo, o que quer dizer, a distancia entre o esterno e o solo é lige

ler completo >>

Poodle


O Poodle, também chamado de Barbone e Caniche, é considerado uma das raças mais inteligentes, obedientes, dóceis e versáteis. Por possuir tais características e uma aparência encantadora, é considerado o mais popular das raças. O nome deriva da palavra alemã "pudel", que significa "chapinhar na água

ler completo >>

TERRA NOVA


Acredita-se que o terra-nova seja resultado do cruzamento entre o cão maltês da Noruega e o samoiedo ou o labrador. Os pescadores de bacalhau na Escandinávia introduziram esta raça no fim do século XVIII. De início dele foi utilizado como cão de caça, mas atualmente ele ajuda principalmente no salva

ler completo >>

AFGHAN HOUND


História A primeira menção à raça que hoje conhecemos como Afghan hound se encontra num papiro, datado aproximadamente de 400 a 3000 a . C, achado nas proximidades de Jebel Musa, localizada na pequena península do Sinai, entre o Golfo de Suez e o Golfo de Akaba, local que fazia parte do antigo Egi

ler completo >>

PINSCHER MINIATURA


As origens são conhecidas, mas a sua presença aparece documentada por numerosas representações antigas. Sabe-se que o pinscher era encontrado nas florestas da Alemanha, há séculos, onde passou a ser criado. O verdadeiro movimento deu-se em 1895, com a fundação do pinscher Clube Alemão, que redigiu o

ler completo >>

Mastiff


Padrão Oficial da Raça MASTIFF CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 264 18/04/2007 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 2 Pinscher e Schnauzer, Molossóid

ler completo >>

Mastino Napolino


MASTINO NAPOLETANO NOMENCLATURA CINÓFILA UTILIZADA NESTE PADRÃO 1 – Trufa 13 – Perna 25 – Braço 2 – Focinho 14 – Jarrete 26 – P o n t a d o esterno 3 – Stop 15 – Metatarso 27 – P o n t a d o ombro 4 – Crânio 16 – Patas 5 – Occipital 17 – Joelho 6 – Cernelha 18 – Linha inferior 7 – Dorso 19

ler completo >>

KUVASZ


KUVASZ RESUMO HISTÓRICO: trata-se de um pastor húngaro conhecido nesse território desde a antigüidade. Seus antepassados chegaram com a ocupação dos Magyares na bacia de Carpathian. Eles utilizavam esses cães para a guarda e defesa de seus rebanhos contra animais de rapina e ladrões. Devido ao s

ler completo >>

Pastor Belga


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 1 Padrão FCI 15 22/06/2001 Padrão Ofi cial da Raça PASTOR BELGA CHIEN DE BERGER BELGE 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 1 Cãe

ler completo >>

PEQUINÊS


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 9 Padrão FCI 207 22/11/2004 Padrão Ofi cial da Raça PEQUINÊS PEKINGESE 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 9 Cães de Companhia

ler completo >>

BOUVIER DES FLANDRES


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 1 Padrão FCI 191 27/09/2002 Padrão Ofi cial da Raça BOUVIER DES FLANDRES 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 1 Cães Pastores e

ler completo >>

BORZOI


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 10 Padrão FCI 193 22/11/2006 Padrão Ofi cial da Raça BORZOI RUSSKAYA PSOVAYA BORZAYA BARZOÏ 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo

ler completo >>

WEST HIGHLAND WHITE TERRIER


Padrão Ofi cial da Raça WEST HIGHLAND WHITE TERRIER CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 3 Padrão FCI 85 20/01/1998 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 3 Terriers S

ler completo >>

AKITA


RESUMO HISTÓRICO: originalmente todas as raças caninas japonesas eram de pequeno e médio porte, não existia nenhuma de grande porte. Desde 1603, provindo da região de AKITA, os cães chamados “AKITAS MATAGIS” (cães de tamanho médio para caça ao urso), foram usados como cães de combate. A partir de

ler completo >>

GREYHOUND


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 10 Padrão FCI 158 03/06/1998 Padrão Ofi cial da Raça GREYHOUND 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo10 Lebréis Seção 3 Lebréis d

ler completo >>

PASTOR BRANCO SUIÇO


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 1 Padrão FCI 347 18/12/2002 Padrão Ofi cial da Raça PASTOR BRANCO SUÍÇO WEISSER SCHWEIZER SCHÄFERHUND 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.

ler completo >>

GRANDE MUNSTERLANDER


RESUMO HISTÓRICO: o desenvolvimento histórico do Grande Munsterlander tem sua origem num cão branco / particolor que caçava pássaros e falcões na Idade Média, através do Stöberhund e o Wachtelhund para o Pointer do século 19. O Grande Munsterlander, assim como o Pequeno Munsterlander e o DeutschL

ler completo >>

POINTER INGLÊS


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 7 Cães Apontadores Seção 2.1 Pointers e Setters Britânicos e Irlandeses Padrão FCI n o 01 07 de setembro de 1998. País de origem: GrãBretanha Nome no país de origem: Pointer In

ler completo >>

WEIMARANER


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 7 Cães Apontadores Seção 1 Cães Apontadores Continentais 1.1 Cães Apontadores do Tipo Continental Padrão FCI n o 99 13 de fevereiro de 2002. País de origem: Alemanha Nome no

ler completo >>

PASTOR ALEMÃO


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 1 Padrão FCI 166 07/08/1996 Padrão Oficial da Raça PASTOR ALEMÃO DEUTSCHER SCHÄFERHUND 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - C

ler completo >>

SHITZU


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 9 Padrão FCI 208 20/04/1998 Padrão Ofi cial da Raça SHIH TZU CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 9 Cães de Companhia Seção 5 Raça

ler completo >>

BICHON FRISÉ


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 9 Padrão FCI 215 11/05/1998 Padrão Ofi cial da Raça BICHON FRISÉ BICHON À POIL FRISÉ CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 9 Cães d

ler completo >>

WHIPPET


Padrão Ofi cial da Raça WHIPPET CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 10 Padrão FCI 162 14/05/2007 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo10 Lebréis Seção 3 Lebréis de P

ler completo >>

PINCHER


Padrão Ofi cial da Raça PINSCHER MINIATURA ZWERGPINSCHER CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 185 18/04/2007 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 2 Pins

ler completo >>

BULLDOG


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 149 16/04/2004 Padrão Ofi cial da Raça BULLDOG CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 2 Pinscher e Schnauzer, Molossói

ler completo >>

SCHNAUZER


Padrão Ofi cial da Raça SCHNAUZER CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 182 18/04/2007 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 2 Pinscher, Schnauzer, Moloss

ler completo >>

TOSA INU


Padrão Ofi cial da Raça TOSA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 260 09/12/1997 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 2 Pinscher e Schnauzers, Molossóid

ler completo >>

SHEEPDOG (OLD ENGLISH SHEEPDOG)


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 1 Padrão FCI 16 28/11/2003 Padrão Ofi cial da Raça OLD ENGLISH SHEEPDOG BOBTAIL CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 1 Cães Past

ler completo >>

DOGO ARGENTINO


Padrão Ofi cial da Raça DOGO ARGENTINO CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 292 29/01/1999 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 2 Pinscher, Schnauzer, M

ler completo >>

SKYE TERRIER


Padrão Ofi cial da Raça SKYE TERRIER CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 3 Padrão FCI 75 20/01/1998 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 3 Terriers Seção 2 Terriers

ler completo >>

AMERICAN STAFFORDSHIRE TERRIER


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 3 Padrão FCI 286 01/12/1997 Padrão Ofi cial da Raça AMERICAN STAFFORDSHIRE TERRIER 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 3 Terrie

ler completo >>

WELSH TERRIER


Padrão Ofi cial da Raça WELSH TERRIER CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 3 Padrão FCI 78 28/11/2003 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 3 Terriers Seção 1 Terrier

ler completo >>

YORKSHIRE TERRIER


Padrão Ofi cial da Raça YORKSHIRE TERRIER CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 3 Padrão FCI 86 28/11/2003 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 3 Terriers Seção 4 Ter

ler completo >>

DACHSHUND


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 4 Padrão FCI 148 13/07/2001 Padrão Ofi cial da Raça DACHSHUND ( TECKEL ) 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 4 Dachshunds Padr

ler completo >>

TECKEL


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 4 Padrão FCI 148 13/07/2001 Padrão Ofi cial da Raça DACHSHUND ( TECKEL ) 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 4 Dachshunds Padr

ler completo >>

SHIBA


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 257 16/06/1999 Padrão Ofi cial da Raça SHIBA 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 5 Spitz e cães do tipo primitivo.

ler completo >>

SAMOIEDA


Padrão Ofi cial da Raça SAMOIEDA SAMOIEDSKAÏA SABAKA CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 212 09/01/1999 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 5 Spitz e

ler completo >>

HUSKY SIBERIANO


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 270 24/01/2000 Padrão Ofi cial da Raça HUSKY SIBERIANO SIBERIAN HUSKY 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 5 Spitz

ler completo >>

PODENGO CANÁRIO


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 329 03/11/1999 Padrão Ofi cial da Raça PODENGO CANÁRIO PODENCO CANARIO 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 5 Spitz

ler completo >>

PODENGO PORTUGUES


Padrão Ofi cial da Raça PODENGO PORTUGUÊS CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 94 03/11/1999 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 5 Spitz e Tipos Primit

ler completo >>

SALSICHINHA DACHSHUND ( TECKEL ) BASSET ALEMÃO


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 4 Padrão FCI 148 13/07/2001 Padrão Ofi cial da Raça DACHSHUND ( TECKEL ) 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 4 Dachshunds Padr

ler completo >>

PELADO MEXICANO


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 234 14/05/2007 Padrão Ofi cial da Raça PELADO MEXICANO XOLOITZCUINTLE CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 5 Spitz

ler completo >>

SPITZ ALEMÃO


CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 97 05/03/1998 Padrão Ofi cial da Raça SPITZ ALEMÃO DEUTSCHER SPITZ inclusive o KEESHOND e o POMERÂNIA 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Class

ler completo >>

BASENJI


Padrão Ofi cial da Raça BASENJI CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 43 24/01/2000 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 5 Spitz e Tipos Primitivos Seçã

ler completo >>

AKITA AMERICANO


Padrão Ofi cial da Raça AKITA AMERICANO CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 344 05/01/2006 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 5 Spitz e cães do tipo

ler completo >>

CÃO DO CANAÃ


Padrão Ofi cial da Raça CÃO DO CANAÃ CANAAN DOG CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 5 Padrão FCI 273 16/06/1999 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 5 Spitz e Tipo

ler completo >>

Welsh Corgi Cardigan


O Grupo do Welsh Corgi Cardigan GRUPO 1 Padrão FCI 38 d 24/06/1987 O Padrão da raça do Welsh Corgi Cardigan WELSH CORGI CARDIGAN Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores País de origem: Grã-Bretanha Nome no país

ler completo >>

WELSH CORGI PEMBROKE


Padrão Oficial da Raça WELSH CORGI PEMBROKE CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 39 - 01 de dezembro de 2010. País de or

ler completo >>

PEQUENO SPANIEL CONTINENTAL


GRUPO 9 Padrão FCI 77 06/04/1998 Padrão Oficial da Raça PEQUENO SPANIEL CONTINENTAL EPAGNEUL NAIN CONTINENTAL PAPILLON / PHALÈNE 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 9 - Cães de Companhia Seção 9 - Pequeno Sp

ler completo >>

Spaniel de Pont-Audemer


Le petit palhaço des marais refere-se à Spaniel de Pont-Audemer. Este título que significa “o palhacinho dos pântanos” foi dado a esta raça de cão de caça por causa de sua personalidade alegre e amorosa. Outra razão para este título é porque o cão tem uma capacidade extraordinária de caça nos pântan

ler completo >>

PAPILLON ou spaniel anão continental


GRUPO 9 Padrão FCI 77 06/04/1998 Padrão Oficial da Raça PEQUENO SPANIEL CONTINENTAL EPAGNEUL NAIN CONTINENTAL PAPILLON / PHALÈNE 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 9 - Cães de Companhia Seção 9 - Pequeno Sp

ler completo >>

COLLIE PELO CURTO COLLIE (SMOOTH)


COLLIE PELO CURTO COLLIE (SMOOTH) CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 296 - 28 de outubro de 2009. País de origem: Gr

ler completo >>

Spaniel da Picardia


GRUPO 7 Padrão FCI 108 25/09/1998 Padrão Ofi cial da Raça SPANIEL DA PICARDIA EPAGNEUL PICARD 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 7 Cães Apontadores Seção 1 Cães Apontadores Continentais 1.2 Cães Apontador

ler completo >>

CÃO LOBO TCHECOSLOVACO


CÃO LOBO TCHECOSLOVACO CESKOSLOVENSKÝ VLCIAK CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 332 - 03 de setembro de 1999. País de origem: República da Tchec

ler completo >>

AUSTRALIAN SHEPHERD


AUSTRALIAN SHEPHERD CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 1 Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 Cães Pastores Padrão FCI n o 342 24 de julho de 1996. País de origem: Estados Unidos da Amér

ler completo >>

BEARDED COLLIE


BEARDED COLLIE CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 271 - 28 de outubro de 2009. País de origem: Grã-Bretanha Nome no pa

ler completo >>

COLLIE PELO LONGO COLLIE (ROUGH)


COLLIE PELO LONGO COLLIE (ROUGH) CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 156 - 19 de janeiro de 2011. País de origem: Grã-B

ler completo >>

K O M O N D O R


K O M O N D O R CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 53 - 13 de setembro de 2000. País de origem: Hungria Nome no país d

ler completo >>

K U V A S Z


K U V A S Z CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 54 - 13 de setembro de 2000. País de origem: Hungria Nome no país de or

ler completo >>

MUDI


MUDI CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 1 Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 Cães Pastores Padrão FCI n o 238 22 de novembro de 2004. País de origem: Hungria Nome no país de origem: M

ler completo >>

BOBTAIL (OLD ENGLISH SHEEPDOG )


OLD ENGLISH SHEEPDOG BOBTAIL CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classifi cação F.C.I.: Grupo 1 Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 Cães Pastores Padrão FCI n o 16 28 de novembro de 2003. País de origem: GrãBreta

ler completo >>

DEUTSCHER SCHÄFERHUND PASTOR ALEMÃO


PASTOR ALEMÃO DEUTSCHER SCHÄFERHUND CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 166 - 07 de agosto de 1996. País de origem: A

ler completo >>

PASTOR DE BEAUCE BERGER DE BEAUCE (BEAUCERON)


PASTOR DE BEAUCE BERGER DE BEAUCE (BEAUCERON) CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 44 - 09 de novembro de 2006. País d

ler completo >>

PASTOR DE BRIE BERGER DE BRIE (BRIARD)


PASTOR DE BRIE BERGER DE BRIE (BRIARD) CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 113 - 23 de janeiro de 2009. País de orige

ler completo >>

PASTOR HOLANDÊS DUTCH SHEPHERD DOG


PASTOR HOLANDÊS DUTCH SHEPHERD DOG CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 223 - 21 de outubro de 2009. País de origem:

ler completo >>

PASTOR MAREMANO ABRUZÊS CANE DA PASTORE MAREMMANO


PASTOR MAREMANO ABRUZÊS CANE DA PASTORE MAREMMANO ABRUZZESE CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 201 - 15 de setembro d

ler completo >>

PASTOR POLONÊS DA PLANÍCIE POLSKI OWCZAREK NIZINNY


PASTOR POLONÊS DA PLANÍCIE POLSKI OWCZAREK NIZINNY CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 251 - 07 de agosto de 1998. Pa

ler completo >>

PASTOR DE SHETLAND SHETLAND SHEEPDOG


PASTOR DE SHETLAND SHETLAND SHEEPDOG CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 88 - 03 de junho de 2009. País de origem:

ler completo >>

PULI


PULI CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 55 - 13 de setembro de 2000. País de origem: Hungria Nome no país de orige

ler completo >>

PUMI


PUMI CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíços) Seção 1 - Cães Pastores Padrão FCI no 56 - 13 de setembro de 2000. País de origem: Hungria Nome no país de orige

ler completo >>

SCHIPPERKE


SCHIPPERKE CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 1 Padrão FCI 83 20/01/2010 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeiros Suíço

ler completo >>

WELSH CORGI CARDIGAN


WELSH CORGI CARDIGAN CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 1 Padrão FCI 38 12/05/2010 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiade

ler completo >>

WELSH CORGI PEMBROKE


WELSH CORGI PEMBROKE CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 1 Padrão FCI 39 01/12/2010 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 1 - Cães Pastores e Boiadeiros (Exceto Boiadeir

ler completo >>

AFFENPINSCHER


AFFENPINSCHER CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 2 - Pinscher e Schnauzer, Molossóides, Boiadeiros e Montanheses Suíços e raças assemelhadas. Seção 1 - Tipo Pinscher e Schnauzer 1.1 - Pinscher Padrão FCI n

ler completo >>

BOIADEIRO BERNÊS (Bernese Mountain Dog)


BOIADEIRO BERNÊS BERNER SENNENHUND CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 45 05/05/2003 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 2 - Pinscher e Schnauzer, Mol

ler completo >>

BERNER SENNENHUND (Bernese Mountain Dog)


BOIADEIRO BERNÊS BERNER SENNENHUND CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 45 05/05/2003 2 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 2 - Pinscher e Schnauzer, Mol

ler completo >>

BOIADEIRO DE ENTLEBUCH ENTLEBUCHER SENNENHUND


BOIADEIRO DE ENTLEBUCH ENTLEBUCHER SENNENHUND CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Fédération Cynologique Internationale GRUPO 2 Padrão FCI 47 28/06/2002 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 2 - Pinscher e Schn

ler completo >>

B Ó X E R DEUTSCHER BOXER


B Ó X E R DEUTSCHER BOXER CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CINOFILIA Filiada à Fédération Cynologique Internationale Classificação F.C.I.: Grupo 2 - Pinscher e Schnauzer, Molossóides, Boiadeiros e Montanheses Suíços e raças assemelhadas. Seção 2 - Molossóides 2.1 - Tipo Mastife Padrão FCI no

ler completo >>

RECEBA NOSSAS NOVIDADES

NOME:
E-MAIL:
 
 
- Agencia Giga - - © 2017 Escola de Cães - Adestramento de Cães em São Paulo - Todos os direitos reservados -