CENTRAL DE ATENDIMENTO

(11) 4341.5174  |   (11) 9 9653.6031

CURIOSIDADES

Saiba todas as curiosidades de seu caãozinho.
Escolha pela letra inicial da raça.

AMERICAN STAFFORDSHIRE


Delicadeza com os donos e um furacão contra os inimigos. Assim é o American Staffordshire Terrier.
Um cão robusto, forte, extremamente bravo, que nada temesse mas que fosse obediente e pudesse ser controlado com certa facilidade, além de ser um bom companheiro, era o que o criador Glenn Neves Maciel, do Gameness Kennel, em Porto Alegre-RS procurava.
No início, tentou algumas outras raças, entre elas o Rottweiller, Dobermann e Pastor Alemão, mas sentia que ainda não havia encontrado o seu ideal.
"Havia uma identificação muito grande comigo pelas raças de rinha, aquelas que lutam com outros cães e bichos. Acontece que sou um apaixonado por lutas, especialmente as marciais, e um praticante do caratê", comenta. "Por isso adquiri então meu primeiro American Staffordshire Terrier, já que dentre as raças de briga esta era conhecida internacionalmente e apresenta o padrão mais exigente e detalhado tanto quanto às características físicas como quanto às de temperamento".

IMPULSÃO
A partir daí, com o convívio, Glenn foi se apaixonando cada vez mais pela raça. Afinal, esses cães são capazes de fazer coisas incríveis. Devido à grande flexibilidade, agilidade e força muscular, a raça, além de lutar contra cães, já o fez contra gorilas (usando-se 3 cães) e ursos (2 cães). Devido às suas aptidões, consegue até subir em árvores com facilidade e puxar cargas muito pesadas.
"Meus cães, que vivem soltos no sítio, usam a velocidade e grande impulsão para escalar os troncos até alcançar o galho mais próximo ao qual se agarram com as patas ou os dentes. E quando não conseguem viram o corpo no ar, caem no chão, de pé, sobre as quatro patas. Eles sobem nas árvores com o impulso do corpo como os lutadores de Kung-Fu e, portanto, de forma diferente dos felinos que usam as garras para se prender", conta Glenn.

CONTROLE
Por ser controlado, este cão normalmente não se altera em situações adversas. "Seus batimentos cardíacos nem se modificam. São cães tão controlados que mesmo sem adestramento obedecem uma ordem do dono para parar uma luta com outro cão, apesar disto ser contra seu instinto de cão de briga. Eles sabem que não gosto de brigas. Dou bronca. Preferem me obedecer do que me desapontar. A raça gosta muito do dono, de sua companhia e faz de tudo para agradá-lo".
Controle e extrema obediência são requisitos do padrão da raça e fazem com que este brigador possa conviver bem com outros cães, mesmo sendo valente, a ponto de um exemplar estar exposto no Museu de Córdoba, na Argentina, com uma placa de reconhecimento por sua extrema coragem, empalhado após morrer com oito anos em uma luta com outro cão.
Os cães de Glenn vivem todos soltos e juntos com mais dois gatos e uma Whippet. Mas também é só. Excelentes guardas por instinto, não aceitam a invasão de pessoas e outros animais estranhos em seu território. Atacam tudo o que ameaçar seu dono ou propriedade. Porém, mostram grande delicadeza para com as crianças.
É preciso manter sempre seu temperamento equilibrado, pois, por ser muito agitado, pode involuntariamente derrubar uma pessoa nas brincadeiras. Para tanto, é necessário dar-lhe bastante espaço permitindo que descarregue suas energias com atividades físicas, não deixando-o fazer o que quiser, para que se acostume a respeitar seus limites nas demonstrações de afeto.


mais curiosidade com a letra >>

RECEBA NOSSAS NOVIDADES

NOME:
E-MAIL:
 
 
- Agencia Giga - - © 2017 Escola de Cães - Adestramento de Cães em São Paulo - Todos os direitos reservados -